E quando rola um período tudo-ao-mesmo tempo agora? E quando acontecem coisas maravilhosas balanceadas por uma ou outra bem chata? E quando o peso e a maravilha de ser gente grande pega de jeito? Não sei se é consenso mas com o carnaval prestes a dar as caras, já dá para opinar: o ano chegou bombando.

Para começar, volto a assunto que teve prévia no post anterior e que agora aceita sequência. Em menos de um mês conquistei uma ótima nova posição profissional, atuando como gerente de marketing no segmento de tecnologia. Da minha área de formação posso dizer que entendo, mas business intelligence é um universo completamente diferente e desafiador. Estou passando por período de imersão, aprendendo e adorando.

Alinhada à nova perspectiva profissional, surgiu a possibilidade de atuar como colaborador em um blog focado em comunicação, eventos e marketing. A quem interessar, o primeiro de diversos posts que pretendo subir na página está aqui.

Em oposição às alegrias acima citadas, pontos negativos teimaram em aparecer também. Semana passada finalmente concluí o curso que tomava todas minhas noites semanais e parte dos meus finais de semana. A idéia era estar preparado para uma prova mega concorrida que rolou no último domingo. Tentei, mas infelizmente não foi dessa vez.

Potencializando o revés na empolgação, minha idosa cadela de estimação passou metade do mês doente. Visitou trocentos veterinários, fez meia dúzia de exames e por fim acabou sendo operada para extração de um tumor enorme. Agora se recupera bem. Com a preocupação que tomou conta de todos humanos dela, gritou nas entrelinhas o quanto ela é parte da família.

Em meio à ups e downs, o movimento adiante foi a única constante. Fato é que continua valendo a pena ousar e abraçar projetos que se alinham aos meus objetivos. Mesmo quando eles surgem em momentos inusitados e me deixam, momentaneamente, esgotado. “Minha palavra favorita é MAIS.” Li essa no blog da Erika Palomino recentemente e resolvi incorporar. Na verdade a palavra dela deixou de ser essa, mas valeu o insight. Não tenho pudor de ser esponja e seletivamente absorver o que me parece interessante ao redor. Gostei  da tirada pois é perfeita em tempos onde não rola ser prolixo. De tudo que é bom quero muito mais, ainda tenha como certo que existirão momentos ruins e que eles eventualmente trarão problemas que estão além do meu controle.

“You can’t always get what you want (no) / But if you try sometimes you just might find / You get what you need…”

Anúncios